Perfil Arqueológico

Ponta do Coral

Ponta do Lessa

 

SAMBAQUI DA PONTA DO LESSA Duarte (1969:145) descreve o sambaqui do Rio Lessa (SC-LF 39) como um assentamento em um pontal cristalino, ligado a SW às terras mais firmes das encostas dos morros próximos, através do aterro. Antes ao aterro, estava situado numa ilhota, em parte batida pelo mar da Baía Norte e em parte limitado por manguezal, isto é por terreno lodoso, com vegetação halófila característica, inundado na preamar.

O ambiente do entorno do sítio é formado por uma planície de sedimentos areno-siltico-argilosos, cortada pelos rios Itacorubi e Sertão, os quais se unem para desaguar na baía. Esses canais durante um longo trecho na baixada onde cortam o manguezal e tem regime estuarino. Reitz (1961:44-46), identifica quatro estágios da vegetação de mangue na Ilha de Santa Catarina;

1- Estágio da Rizophora mangue – habita as partes de águas mais profiindas invadidas pelas águas marítimas, extremamente ricas em matéria orgânica. 2- Estágio da Avicenia shaueríana – habita as partes mais rasas, menos exigente em matéria orgânica.

3- Estágio da Laguncularía racemosa – invadida somente pelas marés maiores, acumula areia litorânea e o solo se levanta, tomando-se cada vez mais enxuto. 4-Estágio da Hibiscus tfliaceus (uvira) – exerce o papel de transição. As populações que habitavam o Sambaqui do Rio Lessa não teriam muito o que se preocupar com madeira para o uso eventual em moradia ou lenha para fogueiras e fogões, além de tê-la como auxiliar no acabamento de machados e utensílios, pois estaria à mão através desses gêneros.

1- A Indústria Lítica Na escavação (Beck;1969), a abertura de trincheira evidenciou blocos de granitos, como continuação das porções aflorantes, que ao término dos trabalhos demonstrou ser a matéria-prima preferencial (75,4 %) na indústria lítica. Beck (1969:157), acusa a identificação de 403 artefatos líticos que foram classificados em 3 grandes grupos: “1- Artefatos polidos e semi-polidos l.l-machado 1.2-tembetás 1.3-plaquetas 2- Artefatos Lascados 2.1- produtos de lascamento 2.2- artefatos 3- Instrumentos não modificados (classificados conforme função) 3.1-moer 3.2- afiar, alisar 3.3-bater 3.4- cortar, raspar” A técnica de lascamento foi considerada rudimentar, grosseira se compararmos os resultados aos obtidos pela técnica do polimento. Beck (1969:158) afirma que: “Destinavam-se os arte&tos lascados às tarefas cotidianas, o que, de certa forma, explica a falta de cuidado na sua preparação. Usados com frequência, os artefatos lascados se tomavam inútds ou insuficientes para atender a sua função em um período de tempo relativamente curto, sendo então abandonados e substituídos por novos; reutilizados em outra flmção; reativados, tarefò que deveria ser feita sem maior cuidado técnico”. 2- Indústria sobre ossos e dentes Considerada por Beck (1969:161) como abundante e diversificada, apresentando pontas variadas sobre ossos longos e dentes de animais. 2.1- Pontas Ósseas: 2.1.1- confeccionadas as longas, sobre ossos de aves; 2.1.2- as longas e planas, confeccionadas sobre ossos longos não identificados; 2.1.3- prováveis arpões confeccionados sobre esporões de raia; 2.1.4- ponta de pequena dimensão, confeccionada em osso longo de mamífero. 2.2- Dentes: 2.2.1- dentes de peixes: Ocorreram 120 dentes de seláquios (tubarões e raias); 85 exenq)lares de Carcharadon taurus não utilizados, 30 com desgaste da ponta da coroa, 3 com raiz rebaixada por alisamento e 2 de Galeocerdo cuvíer com dupla perfiiração na raiz. 2.2.2- dentes de mamíferos identificados: cetáceos (boto): 12 exemplares utilizados, com as pontas das coroas muito desgastadas. artiodactylos porco-do-mato): 3 exemplares selecionados de porco-do-mato com ponta de coroas divididas e desgastadas. primatas (bugio):

3 exemplares de dente de bugio com perfuração próxima ao ápice da raiz. 3- Cerâmica Foi denominada Tipo Rio Lessa (representada por um único tipo preto polido). O antiplástico apresenta 70 % de areia fina e 30 % de areia média, de quartzo, de até 2 mm de diâmetro, bem distribuídas na pasta. A matéria-prima utilizada no antiplástico está imediatamente no entorno do sítio. Duarte (1969:147) tece considerações sobre uma praia antiga junto ao sítio, praticamente só de areia, coberta pelas conchas do próprio sambaqui – Indústria sobre conchas A indústria sobre conchas revelou-se abundante, embora nada diversificada. Os arte&tos somaram 675 e constituem-se de pequenas placas circulares com perfuração central, ocasionada por ação rotativa a partir da Êice interna ligeiramente côncava da placa. Observam-se em outros sítios e também nas praias calmas e lagoas moluscos com perfurações naturais, ocasionadas por predação de outros moluscos. Essas perfurações ocorrem na parte de cima da concha e são feitas de fora para dentro. Pela descrição de Beck (1969:168) são mesmo artefatos

 

3.1- Sambaqui da Ponta do Lessa; A tecnologia no Sambaqui da Ponta do Lessa pode ser caracterizada pela análise da sua indústria, descrita no capítulo anterior. segundo as evidências apontadas anteríormente, a apropriação dos recursos naturais no sítio da Ponta do Lessa para confecção e manu&tura de artefatos está caracterizada de modo geral por uma indústria relativamente grosseira, descuidada, principalmente no que se refere ao material lítico. A cerâmica, que era utilitária, parece fazer par com o material lítico na sua simplicidade. Á indústria óssea é confeccionada sobre ossos de aves, mamíferos e esporão de raia, constituindo suas pontas o material mais representativo.

Texto apropriado de: A Utilização dos Recursos Naturais pelo Homem Pré-Histórico na Ilha de Santa Catarina

Rossano Lopes Bastos

Dissertação de Mestrado Apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina sob orientação das Professoras Anamaria Beck e Gerusa Maria Duarte.

Ponta do Goulart

Parque Cultural das 3 Pontas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: