Quero Colaborar!

Se você se interessou pela nossa proposta/alternativa para as 3 Pontas, venha construir o Movimento.

Assine o Abaixo-Assinado! Participe dos atos e reuniões! Divulgue para todos os seus contatos!

Se sua entidade deseja colaborar, entre em contato!

Att,

Movimento Pela Criação do

Parque Cultural das 3 Pontas

Anúncios

5 Respostas to “Quero Colaborar!”

  1. Mauro Costa 21/07/2011 às 20:03 #

    Caros militantes da causa ambiental, da vida, da beleza, da paz, de um mundo mais verde e colorido em toda sua diversidade. Parabéns pela inicativa. Estou a disposição e gostaria de participar de forma mais ativa na luta pela viabilização desse projeto.

    Mauro Manoel da Costa

  2. clementinaaaaaaa 08/03/2012 às 23:28 #

    Eu quero entender melhor… para colaborar efectivamente!!

  3. Murilo Silva 31/05/2013 às 15:11 #

    Crimes e Cercas

    A Ponta do Coral um dia foi da Esso Standard do Brasil. Em 23 de novembro de 1959, o então governador Heriberto Hulse, agindo na forma da lei, obteve autorização legislativa para realizar sua compra. Em 10/11/1980 o terreno da Ponta do Coral foi cercado, pelo Estado, de arames farpados e portões com cadeados. Um mês e seis dias depois, o governador Jorge Bornhausen vendeu-a para uma empresa (Grupo Guglielme), usando apenas um decreto e sem lei autorizativa, que deveria ter sido aprovada na Assembleia Legislativa, conforme a Constituição Estadual da época previa. Ou seja, sua venda é um “ato administrativo nulo”. Desde então “benfeitorias” foram realizadas, como a derrubada dos pavilhões (antigos depósitos de óleo da I Guerra Mundial), o corte das árvores e a substituição da antiga cerca por um “lindo” muro cinza, que foi caindo aos poucos, derrubado pelo próprio terreno ali confinado, como se fosse uma resposta da mãe natureza. A cerca que agora foi colocada, privando a passagem das pessoas, já é o início de uma maquete do “receptivo” empreendimento hoteleiro. Lá, antes de ser propriedade privada, gerações se encontraram em jogos de futebol, piqueniques e pescarias. Aquela área somente começou a ser palco de crimes após a sua venda e o consequente isolamento e abandono, local propício a pequenos delitos. Antes, era um pedaço da cidade, com seus saborosos pés de goiaba, araçá e pitanga, e os exóticos eucaliptos, majestosos prendedores de pandorga. A população privada daquela área, isto sim, é o crime maior.

    Murilo Silva
    Fundador da Associação dos Moradores da Agronômica (AMA); nascido e criado em frente a área.

  4. FERNANDA RAQUEL EGIDIA CARPES SILVA 24/03/2015 às 14:51 #

    Você é o presidente da AMA?

    • murilo silva 02/06/2015 às 14:18 #

      Não sou o presidente da AMA. Fui um dos fundadores e diretor. Hoje moro na Trindade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: